segunda-feira, 31 de agosto de 2009

That's life



Nas férias, num karaoke, um amigo interpretou este tema de forma notável.
Já conhecia, mas ficou no ouvido.

Imagem sem palavras - 115

Baía de Machico, junto a S. Roque

Livra!!

8 - 1?
8 - 1???

Não havia necessidade de um resultado destes!
O Benfica massacrar o V. Setúbal...
Durante umas semanas ninguém atura os benfiquistas. Devem já achar que ganharam o campeonato...
Bah!

Férias em natureza

Fotografias das férias, no Caminho do Pináculo e Folhadal, com partida da Encumeada:



domingo, 30 de agosto de 2009

Viajar nas palavras

Na nova estação do Saldanha (linha vermelha):

As pessoas que eu mais admiro são aquelas que nunca se acabam

Esta estação está cheia de frases. Apetece lá ficar sentado. A ler. A viajar.


Lisboa a metro

Ontem foi a inauguração do troço Alameda-S. Sebastião na linha vermelha do Metro, fazendo a ligação entre o centro de Lisboa e a zona oriental. Uma obra fundamental para quem se desloca na cidade, evitando labirintos e mudanças de linha.

Quero acreditar que a inauguração foi feita ontem porque neste fim-de-semana teremos de volta a Lisboa os milhares de habitantes que tinham saído em férias. Assim, já na próxima semana todos podem beneficiar desta ligação.

Na inauguração, o ministro Mário Lino aproveitou para atacar o programa do PSD. Pergunta: o que tem o PSD a ver com a inauguração do metro? Aparentemente nada. Mas o senhor ministro (ministro, não agente do PS em campanha...) acha por bem fazer campanha na cerimónia, atacando o que o PSD tem dito sobre as obras públicas.

Já agora, se tivessem aguardado mais uma semana para fazer a inauguração talvez a estação do Saldanha (só passei nesta) estivesse concluída. E não tivesse coisas destas:

Portugal e o Mundo nos séculos XVI e XVII

Em manhã de domingo, fui ver a exposição internacional patente no Museu Nacional de Arte Antiga subordinada ao tema Portugal e o Mundo nos séculos XVI e XVII.
Iniciada em Washington em Junho de 2007, esta exposição vem agora até nós mostrar-nos o que os portugueses andaram a fazer, a descobrir pelo mundo durante dois séculos.

É possível observarmos mapas que serviram de guias há alguns séculos, alguns com uma semelhança ao "nosso" mundo bem assombrosa (convém lembrar que na altura não havia satélites a tirar fotografias lá de cima e a entrar-nos pela casa dentro). Temos ainda inúmeras peças de tapeçaria, peças religiosas, utensílios diversos, pinturas, estátuas...
Uma peça que me prendeu a atenção durante largos minutos foi a Custódia de Belém (1506). Que peça! Lindíssima, extremamente rica em pormenores e acabamentos. As cenas que a compõem, a sua construção, a filigrana, o outro abundante...
Para além desta peça única, os famosos Painéis de S. Vicente. Notáveis.
Ainda pelas diversas feitas a partir de corno de rinoceronte, de ovos de avestruz, de coco-das-Seychelles, enriquecidas com acabamentos em prata, ouro, ricamente trabalhados. Peças de execução requintada que nos deixam prostrados.
Somos ainda acompanhados pelos biombos Nambam em alguns troços da exposição. Convém ficar a observá-los e analisar as muitas cenas que representam. E perceber o que isso quer dizer sobre o mundo de então.

Até 11 de Outubro, convém ir ao MNAA ver um pouco da nossa História.

sábado, 29 de agosto de 2009

O meu blog dava um programa de rádio?

Ouço na Rádio Comercial o programa "o meu blog dava um programa de rádio", hoje com o blog Mais que (Im)Perfeita.
De vez em quando apanho o programa. É interessante a leitura que o outro faz de um blog. Para nós - autor - dirá uma coisa; para quem o lê, dirá outra.

Será que aqui o GONIO tinha interesse caso fosse parar ao programa da Comercial?
Conseguiriam encontrar músicas para entre-cruzar com uns quantos post que aqui fui pondo?
A Catarina Miranda iria achar piada a este recanto?

"Fico admirado quando alguém, por acaso e quase sempre sem motivo, me diz que não sabe o que é o amor.
Eu sei exactamente o que é o amor.
O amor é saber que existe uma parte de nós que deixou de nos pertencer. O amor é saber que vamos perdoar tudo a essa parte de nós que não é nossa. O amor é sermos fracos."

José Luís Peixoto, escritor

Campanha alternativa

A partir de 14 de Setembro, na SIC, a seguir ao Jornal da Noite, os Gato Fedorento irão entrevistar os líderes partidários. Para já, estão confirmadas as presenças de Paulo Portas, Jerónimo de Sousa e Francisco Louçã.
O programa dá pelo nome de "Gato Fedorento Esmiúça os Sufrágios".

Este programa irá prolongar-se até 30 de Outubro, terá uma duração aproximada de 25 minutos e, na maioria dos dias, haverá um entrevistado (Expresso).

Acho bem.
Se nos EUA, diariamente, há um Daily Show, alimentado pelo génio de Jon Stewart, porque não uma coisa do género neste Portugal cinzento?

O programa laranja

Esta semana o PSD apresentou o programa que tanta tinta fez correr.
(Curioso é o seguinte: o Bloco de Esquerda está reunido este fim-de-semana para fazer o seu programa, e não consta que haja histéricos a dizer que o BE ainda não tem programa...).

Pelo que li, o programa do PSD é curto e tem como ponto relevante reduzir o "dirigismo asfixiante" do Estado. Só por si, isso já é óptimo.
Na declaração inicial, Manuela Ferreira Leite afirma: "no Programa Eleitoral do PSD fazem-se escolhas para transformar Portugal. Mais do que ganhar eleições temos que ganhar o País.
Daí que as nossas escolhas incidam sobre o que entendemos indispensável e urgente, desde logo, para travar a trajectória de declínio acelerado em que o governo socialista colocou o País."
As prioridades sociais-democratas são as seguintes: economia, solidariedade, justiça, educação, e segurança.

Hoje, no Expresso, o ex-super-ministro socialista Pina Moura afirma que o programa do PSD "é clarificador", "mais duro e mais focado". É bonito... o "cardeal" socialista não acredita nas soluções socialistas.
O clima de fim de festa socialista é gigante...

Há pouco, na universidade de verão do PSD, Marcelo Rebelo de Sousa dizia que o programa é "inteligente" e pensado também para eventuais eleições daqui a dois anos. Com a forte probabilidade de não haver maioria absoluta em 27 de Setembro, o comentador já antecipa cenários de novas eleições. Dois anos: porque o Parlamento não pode ser dissolvido nos primeiros 6 meses após a sua eleição, tal como não pode sê-lo nos últimos 6 meses de mandato do Presidente da República. A janela de oportunidade é muito pequena.

sexta-feira, 28 de agosto de 2009

Com frases destas...

Carolina Patrocínio, apresentadora de televisão e mandatária para a juventude do PS, disse esta pérola:
"eu só como cerejas quando a minha empregada lhes tira os caroços"

Para socialistas, isto não é exploração dos mais desfavorecidos?

A ameaça tecnológica

Não gosto de big brothers e há coisas que me arrepiam com as possibilidades que os avanços tecnológicos permitem. Sejam as internets, os cartões do cidadão, os telemóveis e afins.
Vem isto a propósito do Google Street View e de um texto de alerta no As Minhas Pequenas Coisas.

Esta semana li também esta notícia que me chocou: "SMS já é aceite como prova de adultério em França".

Até onde vai ser minada a privacidade de cada um nesta sociedade em rede?!

Governar macacos

Alberto Gonçalves, sociólogo e cronista da Sábado, e que mora algures no norte, e deve irritar muita gente, escreveu esta semana sobre a arte de "governar macacos".
Leiam a seguir:

(clicar na imagem para aumentar)

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Sócrates fugiu ao medo

Depois de ter andado literalmente a fugir dos debates com as desculpas mais democráticas possíveis, eis que agora vai haver debates entre Sócrates e todos os líderes partidários (pronto, só dos principais...).
O homem só queria três debates: dois com Manuela Ferreira Leite, e um conjunto com todos os candidatos. Ao ver que não podia roer a corda, porque lhe ia cair a máscara de homem que gosta de debater, recuou e aceitou os debates com todos.

À volta do mundo

1 -
"Mulher na Malásia condenada a seis bengaladas por ter bebido álcool no Ramadão" (Público)
Inaceitável!
Em nome da liberdade e da tolerância. Seja em nome do que for.

2 -
"
A Microsoft está a ser acusada de racismo depois de ter apagado a cabeça de um homem negro numa imagem publicitária, substituindo-a por uma cara branca. O anúncio foi retirado da Internet, mas continua a ser alvo de chacota em diversos blogues" (SOL)
O melhor comentário:
«Acho que quiseram agradar a todos os públicos ao deixar a mão negra e a cara branca», lia-se no Photoshop's Disasters.


Sentenças - 6

"Ninguém parece estar interessado em saber se o primeiro-ministro tem ou não o Presidente sob escuta".

Constança Cunha e Sá, jornalista
"Correio da Manhã", 25-08-2009

Eu estou interessado em saber.
E acho inaceitável sequer a sugestão dessa hipótese.
Que república das bananas é esta?
Não é possível haver relações institucionais normais entre estas duas entidades?

quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Sete vidas - 14

O Tareco, o gato lá de casa, num excelente momento apanhado pelo AM.

Um país de estúpidos

Sobre a tragédia que se abateu na praia Maria Luísa, em Albufeira, muito se tem dito, lido e escrito.

O que me irrita nesta tragédia é a atitude e reacção das pessoas. No fim-de-semana, nas televisões, vi entrevistas a algumas pessoas sobre o que aconteceu ali. E - confesso - só me apetecia desatar à estalada àquela gente toda.
Uma senhora, empedernida, dizia que a culpa do sucedido era dos "de cima", do Estado, porque não tinha sinalizado convenientemente o rochedo. Por acaso, até estava sinalizado.
Seguem as entrevistas, e as pessoas, irresponsáveis, à sombra de outras ribanceiras instáveis, respondiam barbaridades destas: "oh, não, era muito azar esta aqui também cair agora..."
Isto dito por "reles" cidadãos na praia e até por um nadador-salvador que estava à sombra debaixo de um desses penhascos.

Pergunto: mas este país só tem gente estúpida que só faz as coisas se os mandarem ou tiver uma sinalética qualquer?!
As pessoas são ceguinhas que não vêem se o sítio onde pousam a toalha é arriscado ou não?

Isto tira-me do sério.

terça-feira, 25 de agosto de 2009

Sentenças - 5

"O grande problema de Portugal não é a crise, mas a incapacidade de crescer e de produzir o suficiente para manter a prosperidade".

João Marques der Almeida, professor universitário
"Diário Económico", 24-08-2009

domingo, 23 de agosto de 2009

O 'silêncio' de Cavaco

Recebido por mail há uns dias:

"Cavaco Silva não fala sobre o caso das escutas. Faz mal, dizem os sábios, que esperavam do Presidente dois caminhos possíveis: demitir o primeiro-ministro, caso acreditasse no crime; ou demitir o assessor que falou com o ‘Público’, desmentindo-o.

Com a devia vénia, discordo. Se demitisse o primeiro-ministro, Cavaco punha a cabeça no cepo ao oferecer ao PS o trunfo da vitimização e a possibilidade de vitória em Setembro. Se demitisse o assessor, daria mostras de balbúrdia na sua própria Casa Civil. Qualquer dos caminhos seria uma derrota para Cavaco. Só o silêncio lhe convém e, mais, é a resposta lógica a um PS que, do Estatuto dos Açores às ‘roubalheiras’ do BPN, sempre o tratou com espantosa hostilidade. Agora, em vésperas de eleições, ele devolve a gentileza. O ‘silêncio’ de Cavaco, obviamente ensurdecedor, só diz uma coisa: não confiem mais neste engenheiro."

João Pereira Coutinho, colunista

sábado, 22 de agosto de 2009

Quem és tu, miúda?

Esta música será uma baboseira, mas tenho-a ouvido recorrentemente na rádio. Fica no ouvido aquele toque sincopado.
É uma típica música de verão. Alegre, bem-humorada.
Reparem no videoclip a partir do minuto 3:10... uma cópia de um célebre videoclip dos Queen.

São Os Azeitonas (vale a pena visitar o site e dar umas boas gargalhadas por lá)
E perguntam "quem és tu, miúda?"

quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Mundos perfeitos

Na Sábado desta semana (nº 277), na secção Sobe & Desce, Hugo Chávez aparece a subir, numa deliciosa ironia.
Escreve a revista:
"O Presidente da Venezuela quer usar o Magalhães para "a criação da mulher nova, do homem novo, da sociedade socialista". Merece um prémio, por ser mais visionário que Sócrates. Se fosse português, seria líder do PS."

Estas utopias de "homens novos" nunca deram nada de bom na História. Todas desembocaram numa coisa: totalitarismo.

Alegações sobre uma alegada escuta

Nos últimos dias, ou semanas, um dos factos políticos que tem marcado a agenda é a alegada circunstância de Belém estar sob vigilância. Tudo a propósito de o programa do PSD estar a ter a colaboração de assessores de Cavaco Silva na sua elaboração.
Uma patetice típica da silly season.

Todos os comentários que se foram ouvindo a propósito deste episódio não passam de coreografia política e pura idiotice.


quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Dia mundial da fotografia

Assinala-se hoje o dia mundial da fotografia.
Eu até tenho algum gosto por esta arte. E cá ficam mais alguns momentos e experiências durante as férias:









Acho que não estão nada mal...

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Imagem sem palavras - 114

Durante as férias, com o meu brinquedo novo, andei a fazer experiências.
Esta ficou assim:

Pobres ricos

A SIC, neste momento pré-eleitoral, deu hoje uma grande reportagem intitulada “Portugal 2009 – ricos e pobres”. Não vi tudo, mas foi muito interessante. Amanhã o tema é a insegurança.
A propósito de um disparate de José Sócrates, de aumentar os impostos para os “ricos”, hoje ouviram alguns fiscalistas, sociólogos e uma família de “classe média” de Leiria com um rendimento mensal líquido de cerca de 2000€.
Esta família, com duas filhas, diz que muito dificilmente consegue poupar, e que o rendimento vai para a casa, os carros e a educação das jovens. Quando questionada se se considerava classe média-alta, a senhora foi clara: não, classe média-baixa.

Dos fiscalistas ouvidos, Diogo Leite Campos, com o apoio de um quadro, explicou o que eu penso sobre o assunto.
Considerar rico quem ganha 10.000€ mensais é um disparate. Sobre este valor recaem 42% de imposto, o que significa que a pessoa só recebe 5800€. E este montante, para casa, carros, roupa, alimentação, educação, é no limite. E, na Europa, quem receba um valor destes é classe baixa.
Claro que para quem ganha 1000€, aquele valor parece elevado, mas quem só recebe 1000€ não é classe média. É miséria!

Concordo a 1000%.
O problema não é haver ricos – é haver pobres. E a solução passa por acabar com os pobres – não com os ricos.
Não é por muitos terem rendimentos miseráveis que se vai alinhar tudo por baixo. É esta uma diferença fulcral entre esquerda e direita.

Um organismo internacional qualquer diz que Portugal terá 10.400 milionários, ou seja, que têm rendimentos acima dos 700 mil euros.
Lembrei-me imediatamente de uma medida de Barack Obama: afinal não vai aumentar os impostos para quem tenha rendimentos anuais até 250 mil dólares (julgo que é este o valor).
Riqueza gera consumo, que cria emprego, que gera consumo, que…

Há quem não entenda, mas isto está tudo ligado.

A propósito, esta entrevista ao I de Luís Campos e Cunha, ex-ministro das Finanaças de Sócrates.

domingo, 16 de agosto de 2009

O regresso...

TP 4128
A 330 - Vasco da Gama

Este avião é um absoluto monstro!

Foi nele que fiz o percurso Madeira-Lisboa, ao fim da manhã.
Nunca tinha viajado num avião destes, assim robusto.
Diferentemente dos aviões habituais, que têm 6 assentos por fila, este tem 7, agrupados em três conjuntos. E ecrãs individuais no assento da frente. Deu para ver um bocado do filme "17 anos outra vez".


Para um aerofóbico (agora não encontro um adjectivo forte para juntar), as viagens de ida e volta foram excelentes. Os aviões não abanaram nada.
Mas ontem e hoje eu era uma pilha de nervos.

Bom, mesmo bom, é estar com os pés bem assentes em terra.

Raúl Solnado

Embora com alguns dias de atraso...

(1929-2009)

"E façam o favor de serem felizes"